Home » » APROVEITAMOS MUITO BEM O NOSSO FIM-DE-SEMANA PROLONGADO- 2

APROVEITAMOS MUITO BEM O NOSSO FIM-DE-SEMANA PROLONGADO- 2


PORTUGUESINHA

Acordo umas horas depois e por momentos esqueço-me de onde estou. O meu corpo está colado no dele, sentindo o seu calor. Sorrio, satisfeita, recordando os momentos que passamos juntos, umas horas atrás. Ainda não acredito naquela loucura, que aquele homem maravilhoso que está do meu lado me pertence. Quantos dias fantasiei com este momento, que achei que nunca se iria realizar. Puxo o lençol que cobre seu corpo e fico admirando-o enquanto ele dorme. Já tinha visto muitas fotos daquele corpo que eu tanto desejava, mas a realidade supera tudo. Sinto meu corpo responder de novo, com um arrepio profundo e não consigo controlar a vontade de lhe tocar. Deslizo minha mão pelo seu peito peludo, sentindo seus músculos, até chegar na barriga. 


Desço a boca por seu corpo, suavemente para não o acordar e vou espalhando pequenos beijos por todo o lado, saboreando aquele momento. Sinto seu corpo mexer-se, como que estando sentindo o meu toque, mas pense ser um sonho. Levo minha mão ao seu cacete, que está em repouso e começo a acariciá-lo lentamente, sem me conseguir controlar. Ouço um gemido seu, enquanto lhe dou pequenas dentadinhas na virilha e no interior da coxa. Olho para cima e vejo seu sorriso lindo…já está acordado! Sinto seu cacete crescer aos poucos na minha mão até enchê-la. Ele fecha os olhos e ouço a sua voz me pedindo:

-Ai, amor…põe na boca, põe…preciso tanto de sentir sua boca nele!

Desço a boca, fazendo-lhe a vontade, segurando a cabeça de seu pau em minha boca, acomodando-a com meus lábios, enquanto a minha língua o lambe em movimentos rotativos…passando no contorno da cabeça….naquela covinha que faz à volta….fazendo pressão na sua rachinha onde já escorre um pouco de líquido.


 De repente, sinto ele me puxando pelas ancas para cima dele, para um 69. Deixo-me ir, até ficar com a bocetinha na direção do seu rosto. Assim que ele me posiciona onde quer…cai de boca direto, chupando com fome a minha rachinha….nossa, este homem sabe mesmo chupar! A minha boca envolve o seu pau, acomodando-o quase todo lá dentro, sugando-o….fazendo pressão…devorando cada pedaço daquela delícia de pica. A sua língua penetra-me até onde consegue, fazendo pressão dentro de mim…fazendo-me gemer contra o seu pau e aumentar mais a força da chupada. Os lábios dele apoderam-se do meu botão de prazer, que está bastante inchadinho…agarram-no com pressão e a sua língua não o larga mais. A minha boca devora aquele cacete com fúria, ao mesmo tempo que sinto os espasmos de um orgasmo louco percorrerem o meu corpo.
Os seus gemidos abafados dizem-me que está prestes a gozar e logo de seguida sinto os jactos de esperma quentinho jorrarem sem parar dentro da minha boca gulosa. Vou engolindo aos poucos o que consigo, ao mesmo tempo que ele suga o mel que escorre da minha bocetinha palpitante, que goza gostoso. Deixo-me cair na cama ao seu lado, para repor as forças e abraço o meu corpo no dele, falando no seu ouvido:
-Meu anjo lindo, adoro você! Que loucura gostosa!

A sua boca procura a minha e ficamos ali durante largos minutos só nos saboreando….deixando as nossas línguas brincarem uma com a outra….a sua língua desce pelo meu pescoço, saboreando a minha pele sensível…passa para o ombro…dando-me pequenos chupões e mordidas. Este homem sabe bem como me acender de novo! Sinto o prazer renovado voltar com força, enquanto a sua boca desce para meus seios, capturando um mamilo e sugando-o sem parar. Sinto já a sua excitação contra a minha coxa, dizendo-me que ele também está pronto para mim. Empurro-o de cima de mim e coloco-me de quatro bem na sua frente. Empino a bunda bem para cima, abro as pernas e peço a ele:

-Vem amor….põe assim…por trás….vem, eu sei que você adora assim…sou toda sua…

Ouço um gemido seu, ao mesmo tempo que ele me segura pelas nádegas, puxando-me para ele. Sinto seu cacete na entrada da minha xaninha, começando a furar a entrada, palmo a palmo, devagar…torturando-me…até chegar no final. Lanço um gemido alto e fico à espera dos seus movimentos…mas ele fica paradinho. Olho para trás e vejo seu rosto safado olhando para mim:


-Vai, minha safadinha…rebola no pau do seu macho, vai….rebola gostoso nele…come ele com sua bocetinha...devora ele todo!

Eu fico louca e começo a rebolar gostoso contra aquele cacete gostoso. Vou rodando as ancas contra ele….apertando-o com meus músculos vaginais…ao mesmo tempo que ele me aperta com força pelas nádegas. Sinto o seu dedo brincando com o meu cusinho, rodando aos poucos até ele relaxar. Ele leva o dedo na entrada da minha bocetinha ensopada, molha-o e vai colocando no buraquinho, rodando para alargar a entrada. O dedo entra com facilidade e vai rodando lá dentro…alargando aos poucos…outro dedo entra ao lado daquele e fica furando junto…entrando fundo…rodando…abrindo as minhas pregas, preparando-me para o que eu sei que estará por vir, ou não o conhecesse eu tão bem. O seu pau continua a bombar dentro de mim, embora mais lentamente agora. Viro o rosto para trás e olho para ele:

-Mete no meu cuzinho, mete devagarinho amor…quero sentir seu pau lá dentro.

Vejo o seu rosto de satisfação olhando para mim:

-Quer no cuzinho, meu anjo? Quer sentir meu pau aí? Vou-te comer gostoso o cuzinho e você vai adorar, minha linda!

Ele tira o pau na minha bocetinha, completamente melado com meus líquidos e começa a encostar na entradinha do meu cú, começando a enfiar lentamente, fazendo-me um pouco de dor.



Ele agarra-me pelos cabelos, puxando-me para ele e colando a sua boca no meu ouvido, começa a provocar-me para me relaxar:

-Vou te dar muita pica, amor…até você pedir por mais…vou te fazer gemer gostoso…empurra o seu cuzinho contra mim, empurra…isso…assimmmmmm...enfia tudo, amor...relaxa assim que ele entra todo dentro de você..

Fui relaxando os músculos e quando dou por isso ele está todo lá dentro. Páro um pouco para me acostumar e ele começa a movimentar-se devagar contra mim, segurando-me com força pelas nádegas. Aqueles movimentos começam a deixar-me louca e vou rebolando gostoso contra ele, esfregando-me naquele pau maravilhoso e mordendo-o com os músculos internos. Começo a ouvir os seus gemidos aumentando de intensidade ao mesmo tempo que ele me dá pequenas palmadas e me aperta as nádegas com mais força...deito a mão ao meu clítoris latejante, massajando-o ao mesmo tempo que rebolo com mais força contra ele. Os nossos gritos soam pelo quarto, ao mesmo tempo que atingimos o orgasmo, juntos, numa intensidade tremenda, que nos deixa sem forças. Caímos na cama, enroscados um no outro, sorrindo um para o outro. O sol já entra pelo quarto iluminando os nossos corpos cansados, mas enroscados um no outro acabamos por adormecer.

Foi um final de semana fantástico e o começo dos bons momentos que ainda iremos passar juntos. Superou as nossas espectativas.



 
Support : Copyright © 2015. Anissa Blogs - All Rights Reserved